Para produzir indicadores que contribuem para a gestão da saúde e o controle social, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) iniciou, nesta quarta-feira (30), a 1ª Reunião dos Comitês de Gestão de Indicadores (CGI). As discussões prosseguem até quinta-feira (31), no auditório do Maceió Mar Hotel, na Ponta Verde.

Em Alagoas, a criação do CGI corresponde às quatro categorias de indicadores adotadas pela Rede Interagencial de Informações para a Saúde (Ripsa): mortalidade; socioeconômicos e demográficos; morbidade e fatores de risco e proteção; e recursos e cobertura.

Segundo a secretária adjunta do Estado de Saúde, Julia Levino, a Saúde já vem trabalhando com indicadores, mas a Ripsa garante a implantação e implementação desses índices com segurança. “O Estado garante o apoio e a cooperação necessária para trabalhar esses indicadores como pactos”, frisou.

Para a representante da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) e da Ripsa Nacional, Christiane Matos, a finalidade da reunião é a análise e aprovação da proposta dos indicadores da Ripsa de Alagoas. Para isso, representantes da Ripsa Nacional, responsável pelas quatro categorias de indicadores, participaram das discussões.

 Representantes da Ripsa dos Estados da Bahia e do Ceará também participaram da reunião com o objetivo de trocar experiências. Ainda se integraram ao grupo de discussões, a coordenadora da Ripsa/AL, Márcia Pinto, a técnica da Superintendência de Vigilância em Saúde (Suvisa), Graça Correia, e equipe técnica da Sesau. 

Redação: Danielle Cândido
Foto: Carla Cleto