O Projeto com a Rede Interagencial de Informações para a Saúde (Ripsa) está inserido no Termo de Cooperação 14 entre o Ministério da Saúde do Brasil (MS) e a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), através da BIREME/OPAS/OMS e tem por objetivo apoiar o aperfeiçoamento do sistema de informação em saúde no Brasil voltado para a tomada de decisão.

O Projeto de Fortalecimento da BVS Ripsa – fase 2, teve por objetivo a ampliação e fortalecimento da BVS Ripsa como espaço de referência em indicadores, dados básicos e produção científica e técnica em saúde. Durante o desenvolvimento do projeto as equipes do Departamento de Informática do SUS (Datasus) e da BIREME trabalharam em conjunto para revisar e atualizar os conteúdos e as fontes de informação do portal. A pesquisa nas fontes do portal agora pode ser feitas de forma integrada e os resultados podem ser refinados por vários clusters/filtros tais como tipo de documento, tema, assunto principal, revista, idioma, ano de publicação. A BVS Ripsa também ganhou interfaces em espanhol e inglês, o que permitirá que usuários de outros países possam buscar conteúdos mais facilmente.

As Fichas de Qualificação constituem o principal instrumento de orientação técnica ao usuário dos Indicadores e Dados Básicos para a Saúde (IDB) produzidos pela Ripsa Nacional, e receberam especial atenção neste projeto. Em 2012 as equipes da BIREME atualizaram a versão do Portal de Fichas de Qualificação para permitir a padronização das versões da BVS Ripsa Nacional com as instâncias de BVS Ripsa no Estado (ver detalhamento a seguir) a fim de manter um código único para todos os portais (Ripsa Nacional e portais Ripsa no Estado) facilitando assim a implementação de novas atividades e funcionalidades. Foram também desenvolvidas melhorias no processo de marcação/identificação dos metadados das fichas de qualificação, para aperfeiçoar o sistema de inserção de novos dados com menor número de etapas. As fichas de qualificação do IDB 2011 também foram disponibilizadas no portal.

Tendo por objetivo apoiar a aplicação da metodologia Ripsa em outras esferas de gestão do Sistema Único de Saúde (SUS), foi desenvolvida a iniciativa Ripsa no Estado, um projeto articulado com o Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Saúde (Conass) e o Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde (Conasems). Em ação conjunta com o Conass, os gestores de saúde de cinco estados – Bahia, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Santa Catarina e Tocantins – tomaram a iniciativa de desenvolver projetos-piloto de implantação da Metodologia Ripsa. No âmbito do projeto de cooperação técnica com a BIREME/OPAS/OMS, o projeto prevê a utilização do Modelo da BVS para dar representatividade às iniciativas no estado, tal como na BVS Ripsa. Os estados que participaram da iniciativa piloto avançaram no desenvolvimento dos portais BVS após ciclo de capacitações realizado pela equipe da BIREME.

A equipe do Datasus/MS assumiu em julho de 2011 a Secretaria Executiva da BVS Ripsa e passa a ser responsável pela gestão e manutenção do Portal (www.ripsa.org.br) e do Espaço Colaborativo (www.eco.ripsa.org.br), que contam com atualização periódica.

A fase 2 do Projeto de Fortalecimento da BVS Ripsa foi concluída em agosto de 2012 e as instituições envolvidas – MS por meio do Datasus, a OPAS no Brasil e a BIREME – já estudam a renovação do projeto de cooperação técnica da Fase 3, cujo foco está direcionado à atualização tecnológica, manutenção e apoio ao desenvolvimento da BVS Ripsa.